“Essa moça é um poço de caos e uma profundeza de calmaria.“
A Escritora de Bar.  (via before-that-is-too-late)

“Onde, afinal, é o melhor lugar do mundo? Meu palpite: dentro de um abraço.“
Martha Medeiros.  (via vonese)

“Casa sem livros, corpo sem alma.“
Cícero. (via o-teimoso)

“Você é do tipo que só pisa no chão se tiver certeza que ele está lá. Mas eu nunca fui do tipo solo garantido. Esse é o problema.“
Ravena Souza.   (via esclarecer)

“Tem muita gente que pensa que ama. Não sou ninguém para julgar o amor dos outros, longe de mim. Mas o amor, o amor mesmo, o amor maduro, o amor bonito, o amor real, o amor sereno, o amor de verdade não é montanha-russa, não é perseguição, não é telefone desligado na cara, não é uma noite, não é espera. O amor é chegada. É encontro. É dia e noite. É dormir de conchinha. É acordar e fazer um carinho de bom dia. É ajuda, mãos dadas, conforto, apoio. E saco cheio, também. Porque de vez em quando o amor enche o saco. Tem rotina, tem manhã, tarde, noite, tem defeito, tem chatice, tem tempestade. Mas o céu sempre limpa. Porque o amor é puro como o azul do céu.“
Clarissa Corrêa.  (via palavrisses)

“Eu gosto de dias frios, mas gosto quando a frieza é fora de mim.“
A Escritora de Bar.  (via verbeais)

“Tem gente bonita, ainda. Tem gente que fala muito, mas sempre acha que ainda falta mais. Tem gente que faz falta e não faz. Tem gente que luta por amor, mas não sabe o mal que o faz. Tem gente que é poesia, mas se faz de verso. Tem gente que nasce sã, mas adquire o inverso. Tem gente que sonha, mas não corre. Tem gente que vive sem lutar. Tem gente que só sabe arriscar. Tem dias que duram anos. Tem gente que é tanto faz. Tem gente que é um ponto morto, ponto fraco, ponto cego. Tem gente que sente muito por não sentir nada. Tem dias que só dizem “não”. Tem nuvem com formato de coração, mas que só chora dor. Tem liberdade presa. Tem direção incerta. Tem lágrima com gosto de alegria. Tem sonho que parece fantasia. Tem conto que parece eu. Tem lucidez equilibrada. Tem remédio que não cura nada. Tem flor com cheiro de amor. Tem o amor que cura, que jura, que dura. E tem nós dois.“
Manuscrituras. (via verbeais)

“Lugares lotados de mentes tão vazias.“
Séculos.    (via verbeais)

“Alguém que goste do meu caos.“
Gustavo.   (via analisou)

(c)